Páginas

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Sobre limites



A fase do terrible two rola solta há tempos por aqui, algumas ações tomadas para que isso não interfira no código de conduta da casa tem dado certo. Porém, uma outra fase vem chegando, das disputas por brinquedos e empurrões. Na verdade a disputa sempre existiu, mas não havia nenhuma agressão, sempre um cedia, ou algum adulto intervia da forma mais justa possível.

Nessas últimas semanas os empurrões tem feito parte do nosso dia-a-dia, dizem que isso demorou muito pra acontecer, tô tentando levar como mais uma fase desafiadora, mas olha, vou te contar, viver isso é completamente diferente de assistir o Super Nanny ou ler a Crescer. 

Nosso plano de contingência está sendo o castigo com cantinho do pensamento, não só pelo castigo e sim pelos limites. Houve um episódio de estarmos com visitas em casa e o Gabriel empurrou o Vinícius contra a parede. Morri de vergonha, senti vontade de ir chorar no banheiro, depois tive vontade de lhe dar umas palmadas ali mesmo, mas retomei a consciência e agachei dizendo que ele não podia bater no irmão. O levei pro outro quarto onde ele ficou longe da tv e das brincadeiras com as visitas. Ficamos a sós e sentados no chão eu expliquei os motivos dele estar ali, no início ele não me levou à sério, tentava levantar, ria (isso me enlouquecia!), mas passado alguns minutos de broncas ele entendeu meu olhar de reprovação, ficou quieto olhando pro chão, parecia estar envergonhado e se esquivava do olho no olho. Demonstrei não ter pressa para sair do quarto, então após 10 minutos ele mais calmo “entendeu”  e me abraçou como um pedido de desculpas.

Dias após isso, ele repetiu o feito e o coloquei de castigo de novo, lhe posicionei sentado de frente pra parede, falei firme, firme mesmo! Você está de castigo! Mamãe não quer que vc empurre o Vinícius nem ninguém! Ordenei, fique aí quietinho e só saia quando eu autorizar! Lá ele ficou, em nenhum momento tentou levantar, no máximo olhava pro lado e eu sem gritar, mas com voz firme falava, olhe pra parede! Você está de castigo! Assim ele acatou, deixei por longos 5 minutos, ao final pedi para ele dar um abraço no irmão e o pedido de desculpas foi feito. Isso serviu de lição pra mim, de que sim eu posso, sim eu tenho autoridade e para o Vinícius, caso ele faça o mesmo. 

Reconheço que seria muito pretensiosa ao dizer que um dia essa fase irá acabar, até porque eu não acredito na maternidade cor de rosa, a vida materna é muito mais obscura que parece, dia após dia  nos faz errar, acertar e aprender com nossos próprios erros.

Impor limites não é fácil, é um trabalho de formiguinha, algo que nossos filhos não aprendem na escola, porém com educação doméstica é completamente possível. Persitência com amor é a alma do negócio, pois o babado é forte e o chumbo é grosso! Ou seja, tamu junto nessa luta diária companheiras!  

Críticas, dicas e sugestões serão bem vindas!

Comentários
2 Comentários

2 comentários:

Melissa Rocha disse...

Ju amei seu post! Super concordo com vc sobre o trabalho de formiguinha....é duro mas só assim funciona. Educar corretamente tá muuuuuuito trabalho e em alguns momentos parece que faltam forças para seguir e hoje até entendo, mas ñ concordo, com algumas mães que "fecham os olhos"para alguns erros. Eu e o Fabiano buscamos, ao nosso ver, educa-los corretamente então temos que estar munidos de paciência: volta e pega o papel do chão (e tem que falar mil vezes), ñ empurra o irmão nem ninguém, diz obrigado, diz oi, diz por favor, divide o brinquedo, agradece....nossa a lista é infinita e só estamos começando já que educar é o caminho para um cidadão com princípios, valores, opiniões, e respeito ao próximo. Dá uma beijoca nesses japinhas liiindos.

Débie Mottin Molinari disse...

Bahh Juu, aqui também rola essas birras, e apesar de ja ter falado do castigo com a C, nunca a coloquei... Ela chega no limite, mas quando eu digo que o castigo esta esperando, ela para na hora e pede desculpas, mas eu nao exitarei em coloca-la no castigo se precisar.

Beijao e boa sorte com os lindos!

Postar um comentário

Obrigada por sua visita!!!
Deixe seu comentário ou envie email para: julia.hipolito@gmail.com
(Aviso: propagandas/anúncios de vendas não serão publicados, sorry)

Seja bem vindo!

Este blog foi criado com a intenção de compartilhar as experiências de uma Mãe de Gêmeos de primeira viagem. Aproveitando o embalo para o acompanhamento da família e amigos nesta maratona!!!

Volte sempre ...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...