Páginas

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Cuidemos de nós!

Diversas vezes o destino manda alguns recados em formas de exemplos de vida que passam despercebidos, mas as vezes eles aparecem e aparecem novamente para que possamos não só olhar e sim enxergar! É possível enxergar exemplos do tipo que vc bate o olho e diz: Um dia tbm quero ser assim! E não estou falando só da vida materna não, isso vale para qualquer um de nós, seja homem, mulher, mãe, pai ou tentante.

Um dos exemplos que aparecem com certa frequência para mim são de Mães que se dedicaram unicamente à maternidade, Mães que anularam todo o resto de suas vidas em prol dos filhos, pois naquele momento era o que importava. Emprego nunca existiu, pois a rotina materna não deixava, cursos de capacitação eram impossíveis, o orçamento familiar não suportava, o tempo foi passando, os filhos cresceram, casaram, tornaram-se donos de suas próprias vidas e se desgarraram. O casamento que sempre foi segundo plano, passou a não existir e aquela pessoa que se dedicou, que lutou e defendeu os filhos com unhas e dentes, tornou-se um ser desamparado, um fardo, passando a viver com alguns caraminguás doados por aquele que um dia foi seu marido, uma vida mei lá, mei cá, um sorriso amarelo e muitas lamentações.

Vendo isso eu me pego a questionar...Até que ponto excesso de dedicação realmente beneficia nossos filhos? Isso, eu ainda não sei responder, mas a maior lição que fica desse exemplo que a vida se encarregou de esfregar em minha face é que dedicação exclusiva, abdicar da carreira, anular-se como mulher, como pessoa, para ser APENAS Mãe, não é garantia de filhos suficientemente gratos e unidos para nos oferecer amparo  no momento mais delicado de nossas vidas, na velhice! Pra mim, a mensagem é muito clara, cuidemos sim de nossas crias, de nossos lares, de nossos companheiros, mas acima de tudo, cuidemos de nós também, para que um dia não sejamos sacos de batata e nos contentar em viver da boa vontade alheia.


Abraços,
Julia Usui, Mãe que trabalha duro, rala em casa, cuida dos filhos, do marido, complementa no orçamento familiar, estuda e corre atrás de novos desafios com a certeza de que os filhos sentiram muito orgulho de serem filhos de quem são!

PS: Não quero de forma alguma cutucar ninguém que optou largar tudo
 para cuidar dos filhos, pois considero isso um ato muito nobre, 
é apenas um alerta, um sacode para estudarmos quando der, 
buscarmos formas de rentabilidade seja dentro ou fora de casa,
enfim, que tenhamos alguma ocupação para 
não cairmos na zona de conforto! 
Pois como os sábios dizem:
 a vida só é dura, pra quem é mole!
Comentários
10 Comentários

10 comentários:

Catia, mamãe do Gui disse...

Ju... Assisto esses dois exemplos que citaste todos os dias.
Minha mãe e minha sogra... as duas ficaram em casa para cuidar dos filhos. Mas assisti uma se virar a vida toda e sempre ter idéias novas na cabeça, desde trico, croche, muambas do paraguai,até cuidar da cria alheia (hj entenda-se a minha).... e a outra se achar uma inútil hj, já que os filhos casaram e ela perdeu a "serventia"...
O X da questão, na minha opinião é manter a mente ocupada. Ela sim garante a renovação e uns cascalhos no bolso... que não faz mal a ninguem... bj e muito bom o tema... Nos faz pensar.

Melissa Rocha disse...

Juuuuuuu amei seu texto. Sou mãe 24 hs, 7 dia por semana, 365 dias por ano....abandonei tudo para cuidar do meu trio, mas hoje me questiono sobre tudo isso. Agora que eles entraram na escola estou começando ter um tempo para mim e com isso buscando novos desafios. Não me arrependo de ter largado tudo, mas penso muito em um novo recomeço profissional. Afinal que quer ser um saco de babata???? bjs.

Melissa Rocha disse...

Juuuuuuu amei seu texto. Sou mãe 24 hs, 7 dia por semana, 365 dias por ano....abandonei tudo para cuidar do meu trio, mas hoje me questiono sobre tudo isso. Agora que eles entraram na escola estou começando ter um tempo para mim e com isso buscando novos desafios. Não me arrependo de ter largado tudo, mas penso muito em um novo recomeço profissional. Afinal que quer ser um saco de babata???? bjs.

Julia Usui disse...

Mel, como eu disse largar tudo é um ato de nobreza! Mas a retomada a carreira tbm é importante para todas nós! Não é moleza de jeito nenhum, mas a vida seria muito monótona se não aparecessem os obstáculos né?

Julia Usui disse...

Catita, adoro suas contribuições por aqui, eu tbm tenho um exemplo muito bacana de minha mãe, que sempre se virou e qdo meus pais se separaram não baixou a cabeça e foi a luta! Meus filhos vão sentir falta de uma vovózinha com vida pacata fazendo tricô na cadeira de emabalo... kkk

Coisa que nada tem haver com ela.

bjs

Diário da mãe e da filha disse...

Ju, que post lindo!! Sinceramente adorei.
Na época eu larguei tudo para cuidar da Ingrid, mas quando ela fez 8 anos voltei a trabalhar.
Concordo com você acho fundamental que temos a retomada a carreira. Os filhos crescem e aí? Não vamos ser mães de bebês pra sempre, né?

Beijos

Elaine Correa disse...

Ju gostei do seu post!muita de nos nos anulamos como seres vivos em prol dos filhotes.Isso é a mais pura verdade.Sofro um pouco por causa disso.
optei por ser do lar pois sei que nao vou dar conta do batidao.Tenho planos futuros com o marido para ns coisas,mas quando me desafogar dessa loucura q ta a minha vida com os gemeos ainda bbs!

Anônimo disse...

Ju, me arrepiei com esses texto, pois ontem estava falando desse assunto com a nora de minha amiga, que se acha uma martir, pq trabalha o tempo todo, não tem tempo pra ela então contei de minha vida a ela, que como muitas aqui trabalhava, corria atras de minha carreira, estudava, fazia cursos, cuidava do marido, filhos, casa, isso tudo com muita intensidade, depois fiquei viuva e minha batalha continuou, nunca desmoronei, hoje eles estão criados, educados, felizes e eu realizada, claro que eu gostaria de ter sido mae 24 hs, mas não foi possivel, mas sou feliz qdo olho e vejo que tudo valeu a pena.
beijos
Fatima

Renata disse...

Muito bom Jú! Isso nos faz pensar sob diversos aspéctos! O lado profissional realmente é algo que precisa ser revisto, ainda mais nos dias de hoje. Por muitas vezes tive vontade de largar tudo, mas o juízo sabia bem,... Ainda bem que não larguei e hoje sei o quanto foi importante! Isso que tenho vários projetos em mente e quero muito ir em busca de realizá-lo, claro que agora, mais do que nunca, vai ter que ser a passos curtos, mas não vou desistir! Um beijo enorme! Re

chris disse...

Falou e disse!
Sou do seu time, Ju!
Bjsssss,
chris e mosqueteiros

E aí? Vocês virão pra essa bandas de sp??? Quando?

Postar um comentário

Obrigada por sua visita!!!
Deixe seu comentário ou envie email para: julia.hipolito@gmail.com
(Aviso: propagandas/anúncios de vendas não serão publicados, sorry)

Seja bem vindo!

Este blog foi criado com a intenção de compartilhar as experiências de uma Mãe de Gêmeos de primeira viagem. Aproveitando o embalo para o acompanhamento da família e amigos nesta maratona!!!

Volte sempre ...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...